32 | Todas as igrejas tem as suas panelinhas, o segredo é…

Não há como negar que onde existe ajuntamento de pessoas, também existem aqueles que se identificam mais com uns do que com os outros, e isso tem haver com uma série de fatores, dentre eles econômicos, culturais, geográficos, pessoais, financeiros, uns gostam do Vasco e outros do Íbis de Pernambuco e muitos outros fatores.

A maior panela numa igreja são as panelas de músicos e eu sei o que eu estou falando…

Mentiroso é o líder que diz que em sua igreja não tem nenhuma panelinha… De partida ele já começa fazendo parte da turminha do diabo, a ‘Panela do Didi’, que é o pai da mentira. Nessa panela eu não faço e nem quero fazer parte.

Agora o segredo para uma igreja crescer sadia é obrigar ou conscientizar que todas essas ‘panelinhas’, esses grupinhos, mantenham as suas tampas abertas ou sequer tenham tampas.

Você consegue entender a metáfora?

Esses grupinhos, que existem, devem estar abertos e acessíveis para a chegada de novos integrantes nessas ‘panelinhas’.

As tampas tem que estar continuamente escancaradas…

Só assim podemos crescer como corpo, mesmo respeitando as diferenças…

Imaginem como seria a convivência de irmãos que amam a harpa cristã e irmãos que curtem um rock cristão, se eles não se reúnem-se em ‘panelinhas’ separadas?

As reuniões informais seriam um desastre, porém, quando se reúnem comunitariamente para adorar a Deus, o bom senso prevalece e as canções são congregacionais…

Léo Vilhena