41 | As minhas 5 regras na vida

Eu confesso que ser “palhaço, piadista, humorista e comediante” já me causou problemas, mas eu sou um cara alegre, feliz, de bem com a vida e vejo as coisas pelo lado ‘soft’, apesar de ter vivido dias de agonias profundas, mas eu não consigo ser diferente por que é a minha natureza ser feliz…

Os dias escuros e as noites traiçoeiras não me impedem ser feliz e não tem o poder de mudar o meu caráter.

Até quando eu ainda estava internado no CTI da Santa Casa e depois de ter acordado do coma, e mesmo ainda ligado a diversos aparelhos que monitoravam o meu corpo, de saída, eu fazia piadas com as enfermeiras à tal ponto que eu ganhei uma ‘festa’ de despedida quando eu tive alta… Eu me tornei uma pessoa queridíssima daquele corpo de enfermagem, e me tornei o ‘xodózinho’ das enfermeiras…

Eu e o meu vizinho de leito de CTI, o “Paraguai” – apelido que eu dei a ele, fizemos daquela CTI o nosso palco de humor…

Além do mais que, as minhas piadas não atrapalham a vida de ninguém e não causam prejuízos a ninguém, mas se eu tiver que rir, gargalhar e dar boas risadas, eu farei isso mesmo que eu perca um amigo, pois, perco o amigo mas não perco a piada.

Porém, contudo, entretanto, entrementes, todavia, linguagens adversativas da língua portuguesa, com os meus valores morais eu não brinco, não negocio e eles não sofrem alterações, pois os meus valores morais são inegociáveis e imutáveis.

Eu tenho 5 regras na vida e levo elas muito à sério:

1 – Eu não sou melhor do que ninguém;

2 – Eu não sei tudo da vida ou da bíblia, ainda estou aprendendo, sou um bebê que engatinha;

3 – Eu não sou juiz de ninguém, por isso, jamais você me verá acusando alguém;

4 – Eu não conto a minha vida para qualquer pessoa, as pessoas só ficam sabendo o básico e àquilo que eu quero que saibam;

5 – Ser honesto e sincero mesmo que isso me custe à vida.

Eu não era um cara honesto, sincero e tão pouco confiável, eu já fui um bicho desprezível, e quando eu aceitei a Jesus de fato e de verdade, à minha vida mudou completamente e por isso eu sei dar valor as minhas regras morais.

Essas regras eu levo muito a sério e não negocio nenhuma delas.

Léo Vilhena