48 | Uma emoção indescritível contemplar a humildade e a humanidade de uma pessoa

Eu não vou entrar em detalhes por motivos óbvios e sequer fazer alguma menção da situação em detalhes, que me foi exposta, por que em 30 anos de caminhada ministerial eu jamais deixei vazar alguma história que me foi confidenciada, e não vai ser ‘depois de velho’ que eu faria isso, por este motivo, eu vou tomar muito cuidado para não expor a situação mas vou contar o que ela fez na minha vida…

Ontem, 23/09, eu entrei no Facebook (o que por si mesmo é um fato raro) e me deparei com uma postagem de uma menina pedindo para ‘alguém fornecer o contato de um determinado pastor’ porque ela queria reparar um erro, que não foi cometido por ela. Ela quer falar para esse pastor, que confia nele, ela que dizer para ele que ele é um homem de Deus e que ela acredita nele como profeta…

Li e chorei…

Nessa caminhada eu jamais vi ricos ou pobres, pessoas abastadas ou humildes tomarem tal atitude…

Essa menina, que já tem a minha admiração, é a síntese do que eu escrevi ontem pela manhã, horas antes de eu conhecer essa história. Ela diz SIM para a pergunta 47 | Quem quer ser um milionário?

Ela diz SIM para os valores morais de um cristão…

Meu desejo maior? Olhar nos olhos dessa menina, dar um afetuoso abraço (para as ‘cucuias’ esse lance de distanciamento social, eu preciso dar um abraço nessa menina) e perguntar olhando em seus olhos:

“Você existe de verdade?”

Porque em um mundo frio, gelado, defectível, insolente, maldoso, hipócrita, mesquinho, fraudulento e outros adjetivos, verbos e substantivos indecorosos, encontrar uma menina que sabe honrar um pastor de origem simples, humilde e apegado à Deus, é como achar uma agulha no palheiro. Se essa menina tiver defeitos (claro que ela tem) as virtudes dela engolem os seus defeitos…

Entrei em contato com o meu irmão e amigo Anísio, meu confidente há quase 3 décadas, contei a história por alto e perguntei:

“Você já viu isso?”

Preciso mesmo dizer o que ele me respondeu?

Dormi impactado por essa história, por que eu sei bem o que é ser desprezado e ver alguém reconhecendo um erro e prezando um pastor?

Confesso, chorei e estou escrevendo emocionado…

Léo Vilhena