51 | Sobre o uso de bebidas

Eu poderia ficar falando até o próximo milênio e mesmo assim surgiriam os fariseus dos tempos modernos (essa é uma maneira que eu classifico os crentes hipócritas, ovelhas, pastores e líderes falsos e hipócritas), poderia explicar, falar e até berrar (quiçá, desenhar) e mesmo assim diriam que eu estou fazendo a apologia ou liberando as minhas ovelhas e os meus leitores para encherem a cara de cachaças, pingas, cervejas, aguardentes, destilados e todos os tipos de bebidas…

Não estou…

A começar por que eu detesto bebidas destiladas, detesto cerveja e ODEIO (em caixa alta) o cheiro das aguardentes e já vi muitas famílias serem destruídas por causa de pessoas bêbadas (homens e mulheres), por esse motivo, eu jamais seria a favor de bebidas potencialmente perigosas.

Porém o que está em questão não é isso, o que eu quero desmistificar e combater a HIPOCRISIA e a MENTIRA é o que os pastores e líderes afirmam enganosamente: A bíblia condena o uso das bebidas alcoólicas…

Já  que  essa  afirmação  vai  causar  ‘mi-mi-mi’  dos fariseus e dos idiotas, eu vou repetir o que falei no início: Eu não estou fazendo a apologia ou liberando as minhas ovelhas e os meus leitores para encherem a cara de cachaças, pingas, cervejas, aguardentes, destilados e todos os tipos de bebidas…

Não estou…

A começar por que eu detesto bebidas destiladas, detesto cerveja e ODEIO (em caixa alta) o cheiro das aguardentes e já vi muitas famílias serem destruídas por causa de pessoas bêbadas (homens e mulheres), por esse motivo, eu jamais seria a favor de bebidas potencialmente perigosas.

Se já está muito claro isso, eu vou dar segmento à minha linha de raciocínio: A bíblia NÃO CONDENA o uso da bebida… Quem disser o contrário está mentindo.

Em muitos lares as bebidas alcoólicas costumam fazer parte das refeições. Já em outros, isso é inaceitável. Por que essa diferença de opinião? Há vários fatores envolvidos como cultura, saúde e religião.

A Bíblia condena a bebedeira e o consumo excessivo de bebidas alcoólicas, mas não o seu uso moderado.

A leitura de 1 Coríntios 6:9,10 poderá te esclarecer essa afirmação.

Desde os tempos antigos, homens e mulheres que adoravam a Deus bebiam vinho. Essa bebida é mencionada mais de 200 vezes na Bíblia. (Gênesis 27:25) “Come o teu alimento com alegria e bebe o teu vinho com um bom coração”, diz Eclesiastes 9:7. O vinho provoca uma sensação de prazer e alegria, por isso costumava ser servido em comemorações como casamentos. Foi numa festa de casamento que Jesus fez seu primeiro milagre: transformou água em “vinho excelente”. (João 2:1-11) O vinho também era usado para fins medicinais. — Lucas 10:34;1 Timóteo 5:23.

A Bíblia estabelece quanta bebida alcoólica podemos tomar? Esse assunto não é ‘muito’ discutido na bíblia e ela apenas diz que: ‘[Não fique] escravizado a muito vinho.’

Tito 2:3. Não fique é antônimo de não pode (proibir). Você entendeu?

Para Deus, a moderação no comer e no beber é fundamental. (Provérbios 23:20; 1 Timóteo 3:2, 3, 8) Ele não aprova a falta de autocontrole. A Bíblia diz: “O vinho é zombador, a bebida inebriante é turbulenta…” 

O álcool pode levar a pessoa imprudente a se desviar de seu padrão de moral. As pessoas frequentemente ignoram o perigo e ‘acabam mal’ porque bebem na hora errada.

Um conselho – Não é bom beber – é diferente de uma ordem (proibição) – É proibido beber. Deus manda você ter MODERAÇÃO, e diz que todos nós, incluindo você e eu, devemos EVITAR beber além da conta, o que é muito diferente de ser proibido. Jumentos dizem que é proibido, pessoas sensatas e inteligentes sabem que é preciso moderação.

Agora é lógico que existem pessoas que não tem autocontrole e caso bebam uma taça minúscula de vinho, acabam não tendo autocontrole e vão beber um barril…

A pergunta que eu te faço é: O problema está no vinho ou na pessoa?

Meu Deus, o problema está na falta de controle de uma pessoa desequilibrada e desajustada, pois todas as formas de descontrole, sejam elas a que nível for, é a indicação de algum desequilíbrio químico, orgânico ou comportamental, e ponto final.

Agora, não é por que existem pessoas desequilibradass, que devemos dizer que é proibido, isso é mentira e hipocrisia.

Não é por que não gostamos, como eu mesmo detesto bebidas destiladas ou aguardentes, que eu vou ‘vomitar’ ou mentir dizendo que o uso dessas bebidas é proibido, pois isso além de mentira é hipocrisia.

Eu gostaria que você tornasse a ler todo esse capítulo para que fique bem claro: Deus não proíbe o uso de bebidas, Ele manda não ficar bêbado (o pecado está no efeito exagerado do uso descontrolado).

Você entendeu ou quer que eu desenhe? O problema está na hipocrisia de quem não gosta ou não tem autocontrole, e para amenizar o seu próprio fracasso diz que é proibido, algo que Deus jamais proibiu, mandou haver moderação…

Então, um recado a todos os pastores e líderes: Deixem de ser mentirosos!

Eu quero encerrar contando um caso bem curioso que aconteceu aqui em Tupã. Um pastor foi fazer uma visita comigo a um casal… E no meio da conversa o marido olhou para a esposa e me perguntou: ‘Pastor Léo, eu posso beber uma latinha de cerveja de vez enquanto? ’

A minha resposta para eles foi exatamente igual a tudo o que falei nesse capítulo e quando fomos embora, dentro do carro, o pastor que foi me acompanhando naquela visita ficou ‘brabinho’ comigo dizendo que eu liberei a ‘cervejada’ para um casal desviado e que isso era inaceitável…

Grande Idiota… Eu vou repetir de um modo mais ‘elegante’: Arsehole.

E vou terminar repetindo o que falei: Deixem de ser mentirosos!

Léo Vilhena