52 | Um decreto contra a hipocrisia

Um decreto contra a hipocrisia é na realidade um grito (um desabafo) contra todos os Fariseus dos Tempos Modernos, os hipócritas que mentem, enganam e dissimulam falsas afirmações para o povo de Deus, mudando a verdade e transformando tudo o que Deus disse em Sua palavra, desvirtuando as Sagradas Escrituras.

Não gostar de alguma coisa (foro íntimo, gostos são pessoais são meramente individuais) virou sinônimo de não aceitar e dizer que Deus condena é a forma de ‘confirmar’ que é ‘proibido’.

Para basear (‘atestar’) as suas afirmações mentirosas, enganosas e hipócritas, os Fariseus dos Tempos Modernos dizem que Deus condena e como a maioria dos cristãos não tem o costume de estudar a bíblia (estudar é diferente de ler), conseguem enganar uma parcela significativa do povo que se chama de ‘povo de Deus’.

Olha como é ‘fácil’ enganar o povo de Deus: Os estudos (pesquisas) afirmam que 64% do povo cristão não tem costume de ler a bíblia regulamente e 78% não costuma ler a bíblia diariamente… Porém, não há pesquisas que indiquem a parcela (porcentagem) daqueles que estudam a bíblia com regularidade (estudar é diferente de ler)…

Eu creio que deve ser algo em torno de 3%. Nesse contexto você entendeu o que eu disse? Que é ‘fácil’ enganar o povo de Deus… Você entendeu?

Pois quando você não lê, quando você não se enche de conhecimento, você fica à mercê de toda bosta que é despejada pelas ‘bocas fecais’ (latrinas humanas) de muitos pastores e líderes. Eles mentem, enganam e enchem o povo de hipocrisia e bosta, e por não terem conhecimento o povo diz: Aleluais!

Um decreto contra a hipocrisia é na realidade um grito (um desabafo) contra todos os Fariseus dos Tempos Modernos, os hipócritas que mentem, enganam e dissimulam falsas afirmações para o povo de Deus, mudando a verdade e transformando tudo o que Deus disse em Sua palavra, desvirtuando as Sagradas Escrituras.

Não gostar de alguma coisa (foro íntimo, gostos são pessoais são meramente individuais) virou sinônimo de não aceitar e dizer que Deus condena é a forma de ‘confirmar’ que é ‘proibido’.

Léo Vilhena