92 | Pastor confessa que traiu esposa e teve uma filha fora do casamento

 

REPORTAGEM DO SITE O FUXICO GOSPEL – Chegou ao fim na manhã deste domingo (15/05), a dúvida que pairava sobre os fiéis da igreja Batista Betânia, no Rio de Janeiro, sobre uma notícia publicada pelo Fuxico Gospel, apontando que o pastor Neil Barreto teria engravidado uma fiel.

Neste domingo (15/05), após o momento da pregação no culto da manhã, Neil subiu no altar acompanhado de sua esposa, depois de várias semanas afastado de suas funções, e pediu para fazer um comunicado.

À essa altura a transmissão no canal do Youtube da igreja já havia sido interrompida. Neil explicou que há 10 anos ele caiu e em decorrência desse erro nasceu uma menina.

Ele disse que fez o exame de DNA, e que o resultado positivo foi entregue pelo laboratório na última sexta-feira. O pastor ainda disse que deixará o cargo à disposição da igreja e que tiraria mais dois meses de licença.

Após confessar que tudo o que foi denunciado por Anderson Silva e publicado pelo site FUXICO GOSPEL foi verdade, e dizer que o DNA mostrou que ele é o pai da criança, houve uma enorme comoção quando Neil disse que deixaria o cargo à disposição.

Nesse momento houve uma enorme gritaria de fiéis dizendo que ele tem que ficar, que ele não precisa sair da liderança e que ele está perdoado.

Entenda o caso

Neil Barreto foi acusado de ter engravidado uma mulher que fazia parte do louvor de sua Igreja, a Batista Betânia. De acordo com familiares do ex-marido da mulher, ao descobrir que ela estava grávida, Neil teria pedido para que ela abortasse a criança.

O caso teria acontecido anos atrás e ao ver a semelhança da criança com uma das filhas de Neil, o marido da mulher que criou a criança como sendo sua filha, desconfiou de sua paternidade e pediu um exame de DNA. O exame comprovou que ele não era o pai, o que aumentou a desconfiança de que o pai seria Neil.

Depois que o caso veio à tona, Barreto publicou uma nota em suas redes sociais em que nega ter pedido para a mulher abortar, mas não negou ou confirmou a acusação de que seria o pai da criança.

Ele se ausentou da igreja durante o período em que esperava o resultado do DNA, e nessa sexta-feira finalmente tirou a dúvida,

Até o fechamento dessa matéria ele não havia se manifestado em suas redes sociais, que seguem com comentários limitados. [Fim da reportagem]